sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

LEVANTAMENTO FOTOGRÁFICO EM CURCURANA 17.01.2014



Por volta das 09h 45min do dia 17/01/2014 a equipe "B" do GAMA, composta pelo Subinspetor Sávio Sá, e o GCM Paulo Roberto, acompanharam os Fiscais da SEFUAM Inaldo Palmeira, e o Sr. Josemar, além de uma equipe da SEMA, que seguiram para Curcurana, Barra de Jangada, neste município, onde um levantamento fotográfico deveria ser realizado, com o fito de pontuar possíveis locais, que estariam sendo destruídos ou desmatado, dando lugar a construção irregular em área de preservação ambiental (MANGUE). Quando de nossa abordagem, várias não conformidades foram observadas, como presença de sacolas plásticas, copos descartáveis, fogueira, sapatos, isopor, materiais que demandam de muito tempo para serem degradados, além de matadouro clandestino de animais e desova de automóveis.          Daí a necessidade de visitas pontuais semanalmente com a finalidade de coibir ou minimizar invasões e crimes ambientais no entorno daquela APP, pois sabemos que o nosso planeta tem a capacidade de resiliência, porém a fiscalização é primordial para a manutenção de um ecossistema nativo e equilibrado.  Ao final ninguém foi flagrado destruindo, invadindo, ou desmatando área de APP, por conseguinte nenhum auto de infração ou advertência foi emitido.         Sabemos que um bairro ou cidade que cresce de forma desestruturada e sem restrições, ou limites, devido à ausência total de uma infra-estrutura vem sendo promovida, onde o Código de Obras é simplesmente ignorado à ocupação urbana e a elaboração de práticas de políticas públicas sustentáveis, surgindo, por conseguinte conflitos humanos e sociais em prol de uma moradia, promovendo aterros em mangues, construções irregulares em áreas de preservação permanente, enfim uma futura metrópole edificada sem qualquer preocupação com o ideal de uma cidade futura e sustentável. Nada mais a declarar.

Sávio Sá
14.069  - 4
Subinspetor GAMA
























































2 comentários:

abrao dos santos abrao disse...

a pratica de crimes ambientais no ecossistema manguezal continua nos trechos das margens do rio jaboatao tendo uma forte especulaçao imobiliaria principalmente nos loteamentos que nao tem licença ambiental com;gurugy,gurupy,terra mar,jardim progresso,rock 3,celpe,jardim feliz e boa esperança e preciso tomar uma providencia urgente.salve nossos manguezais.

abrao dos santos abrao disse...

na rua libia no loteamento gurugy em curcurana a farra da especulaçao imobiliaria esta solta agora estao cercando uma area de vegetaçao de mangue espero uma açao desse grupamento que e muito serio e atuante.